Rádio Gospel Chamas Vivas

Free Shoutcast HostingRadio Stream Hosting

Cidade onde estão

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Provando de acordo com a Bíblia que Deus fala através de Sonhos( Gênesis 37)


Fiquei muito feliz  ao apresentar  este trabalho, sempre ouvir falar de pessoas que tinha duvidas sobre sonhos. E despertou em mim o desejo de ajuda-los, EM 2007 com a ajuda de Deus e do irmão José Raimundo, um grande amigo meu, foi lançado o blog Interprete de sonhos Fábio. De lá, para cá , são muitos EMAIL: e ligações de pessoas que tem duvidas sobre sonhos ,no decorrer destes anos, todas elas tem sido abençoadas, com as interpretações na direção de Deus glorifico a Deus, por me usar com este dom ,tão maravilhoso e quero continuar na  sua direção, ajudando a muitos, porquê é ajudando que serás ajudado.

Definição sobre Sonhos

(Sequência de fenômenos psíquicos(Imagens,atos,ideias,etc)que involuntariamente ocorrem durante o sono(dicionário Aurélio)

Provando de acordo com a Bíblia que Deus fala através de Sonhos( Gênesis 37)

5 Certa vez, José teve um sonho e, quando o contou a seus irmãos, eles passaram a odiá-lo ainda mais.
6 "Ouçam o sonho que tive", disse-lhes.
7 "Estávamos amarrando os feixes de trigo no campo, quando o meu feixe se levantou e ficou em pé, e os seus feixes se ajuntaram ao redor do meu e se curvaram diante dele."
8 Seus irmãos lhe disseram: "Então você vai reinar sobre nós? Quer dizer que você vai nos gover­nar?" E o odiaram ainda mais, por causa do sonho e do que tinha dito.
9 Depois teve outro sonho e o contou aos seus irmãos: "Tive outro sonho, e desta vez o sol, a lua e onze estrelas se curvavam diante de mim".
10 Quando o contou ao pai e aos irmãos, o pai o repreendeu e lhe disse: "Que sonho foi esse que você teve? Será que eu, sua mãe, e seus irmãos viremos a nos curvar até o chão diante de você?"
11 Assim seus irmãos tiveram ciúmes dele; o pai, no entanto, refletia naquilo.

Tentaram impedir que os sonhos de José cumprisse

19 "Lá vem aquele sonhador!", diziam uns aos outros.
20 "É agora! Vamos matá-lo e jogá-lo num destes poços, e diremos que um animal selvagem o devorou. Veremos então o que será dos seus so­nhos."
21 Quando Rubens ouviu isso, tentou livrá-lo das mãos deles, dizendo: "Não lhe tiremos a vi­da!"
22 E acrescentou: "Não derramem sangue. Joguem-no naquele poço no deserto, mas não toquem nele". Ruben propôs isso com a inten­ção de livrá-lo e levá-lo de volta ao pai.
23 Chegando José, seus irmãos lhe arranca­ram a túnica longa,
24 agarra­ram-no e o jogaram no poço, que estava vazio e sem água.
25 Ao se assentarem para comer, viram ao longe uma cara­vana de ismaelitas que vinha de Gileade. Seus camelos estavam carregados de especiarias, bálsamo e mirra, que eles levavam para o Egito.
26 Judá disse então a seus irmãos: "Que ganharemos se matarmos o nosso irmão e escon­dermos o seu sangue?
27 Vamos vendê-lo aos ismaelitas. Não tocaremos nele, afinal é nosso irmão, é nosso próprio sangue". E seus irmãos concordaram.
28 Quando os mercadores ismaelitas de Midiã se aproximaram, seus irmãos tiraram José do poço e o venderam por vinte peças de prata aos ismaelitas, que o levaram para o Egito.
29 Quando Rúben voltou ao poço e viu que José não estava lá, rasgou suas vestes
30 e, vol­tando a seus irmãos, disse: "O jovem não está lá! Para onde irei agora?"
31 Então eles mataram um bode, mergu­lha­ram no sangue a túnica de José
32 e a mandaram ao pai com este recado: "Achamos isto. Veja se é a túnica de teu filho".
33 Ele a reconheceu e disse: "É a túnica de meu filho! Um animal selvagem o devorou! José foi despedaçado!"
34 Então Jacó rasgou suas vestes, vestiu-se de pano de saco e chorou muitos dias por seu filho.
35 Todos os seus filhos e filhas vieram consolá-lo, mas ele recusou ser consolado, dizendo: "Não! Chorando descerei à sepultura para junto de meu filho". E continuou a chorar por ele.
36 Nesse meio-termo, no Egito, os midiani­tas venderam José a Potifar, oficial do faraó e capitão da guarda.

Para Deus cumprir os sonhos de José olha o que ele faz, revela um sonho a Faraó
 Gênesis 41

1 Ao final de dois anos, o faraó teve um sonho. Ele estava em pé junto ao rio Nilo,
2 quan­do saíram do rio sete vacas belas e gordas, que começaram a pastar entre os juncos.
3 Depois saíram do rio mais sete vacas, feias e ma­gras, que foram para junto das outras, à beira do Nilo.
4 Então as vacas feias e magras comeram as sete vacas belas e gordas. Nisso o faraó acordou.
5 Tornou a adormecer e teve outro sonho. Sete espigas de trigo, graúdas e boas, cresciam no mesmo pé.
6 Depois brotaram outras sete es­pigas, mirradas e ressequidas pelo vento leste.
7 As espigas mir­radas engoliram as sete espigas graúdas e cheias. Então o faraó acordou; era um sonho.
8 Pela manhã, perturbado, mandou chamar todos os magos e sábios do Egito e lhes contou os sonhos, mas ninguém foi capaz de interpretá-los.
9 Então o chefe dos copeiros disse ao fa­raó: "Hoje me lembro de minhas faltas.
10 Certa vez o faraó ficou irado com dois dos seus servos e man­dou prender-me junto com o chefe dos padeiros, na casa do capitão da guarda.

A Interpretação de José ao sonho de Faraó

16 Respondeu-lhe José: "Isso não depende de mim, mas Deus dará ao faraó uma resposta favorável".
17 Então o faraó contou o sonho a José: "Sonhei que estava em pé, à beira do Nilo,
18 quan­do saíram do rio sete vacas, belas e gor­das, que começaram a pastar entre os juncos.
19 De­pois saíram outras sete, raquíticas, muito feias e magras. Nunca vi vacas tão feias em toda a terra do Egito.
20 As vacas magras e feias co­meram as sete vacas gordas que tinham apareci­do primeiro.
21 Mes­mo depois de havê-las comi­do, não parecia que o tivessem feito, pois conti­nuavam tão magras como antes. Então acordei.
22 "Depois tive outro sonho. Vi sete espi­gas de cereal, cheias e boas, que cresciam num mesmo pé.
23 Depois delas, brotaram outras sete, murchas e mirradas, ressequidas pelo vento les­te.
24 As espigas magras engoliram as sete espi­gas boas. Contei isso aos magos, mas ninguém foi capaz de explicá-lo".
25 "O faraó teve um único sonho", disse-lhe José. "Deus revelou ao faraó o que ele está para fazer.
26 As sete vacas boas são sete anos, e as sete espigas boas são também sete anos; trata-se de um único sonho.
27 As sete vacas magras e feias que surgiram depois das outras, e as sete espigas mirradas, quei­madas pelo vento leste, são sete anos. Serão sete anos de fome.
28 "É exatamente como eu disse ao faraó: Deus mostrou ao faraó aquilo que ele vai fazer.
29 Sete anos de muita fartura estão para vir sobre toda a terra do Egito,
30 mas depois virão sete anos de fome. Então todo o tempo de fartura será esquecido, pois a fome arruinará a terra.
31 A fome que virá depois será tão rigorosa que o tempo de fartura não será mais lembrado na terra.
32 O sonho veio ao faraó duas vezes porque a ques­tão já foi decidida por Deus, que se apres­sa em realizá-la.
33 "Procure agora o faraó um homem crite­rioso e sábio e ponha-o no comando da terra do Egito.
34 O faraó também deve estabelecer supervisores para recolher um quin­to da colheita do Egito durante os sete anos de fartura.
35 Eles deverão recolher o que puderem nos anos bons que virão e fazer estoques de trigo que, sob o controle do faraó, serão armazenados nas cida­des.
36 Esse estoque servirá de reserva para os sete anos de fome que virão sobre o Egito, para que a terra não seja arrasada pela fome."
37 O plano pareceu bom ao faraó e a todos os seus conselheiros.

Depois de tantas lutas e humilhações, Deus cumpri o Sonho de José depois da interpretação do Sonho de Faraó

38 Por isso o faraó lhes per­guntou: "Será que vamos achar alguém como este homem, em quem está o espírito divino?"
39 Disse, pois, o faraó a José: "Uma vez que Deus lhe revelou todas essas coisas, não há ninguém tão criterioso e sábio como você.
40 Vo­cê terá o comando de meu palácio, e todo o meu povo se sujeitará às suas ordens. Somente em relação ao trono serei maior que você".

Deus usa quem o humilhou e gostaria de velo morto para ajuda-los com muito amor.

11 José instalou seu pai e seus irmãos e deu-lhes propriedade na melhor parte das terras do Egito, na região de Ramessés, conforme a or­dem do faraó.
12 Providenciou também sustento para seu pai, para seus irmãos e para toda a sua família, de acordo com o número de filhos de cada um.

O sonho de Jaco em Betel
12 E teve um sonho no qual viu uma escada apoiada na terra; o seu topo alcan­çava os céus, e os anjos de Deus subiam e des­ciam por ela.
13 Ao lado dele estava o Senhor, que lhe disse: "Eu sou o Senhor, o Deus de seu pai Abraão e o Deus de Isaque. Darei a você e a seus descendentes a terra na qual você está deitado.
14 Seus descendentes serão como o pó da terra, e se espalharão para o Oeste e para o Leste, para o Norte e para o Sul. Todos os po­vos da terra serão abençoados por meio de você e da sua descen­dência.
15 Estou com você e cui­darei de você, aonde quer que vá; e eu o trarei de volta a esta terra. Não o deixarei enquanto não fizer o que lhe prometi".
16 Quando Jacó acordou do sono, disse: "Sem dúvida o ­Senhor está neste lugar, mas eu não sabia!"
17 Teve medo e disse: "Temível é este lugar! Não é outro, senão a casa de Deus; esta é a porta dos céus".

Labão persegue a Jacó e Deus em sonho fala a Labão
 Gênesis 31

En­tão, de noite, Deus veio em sonho a Labão, o arameu, e o advertiu: "Cuidado! Não diga nada a Jacó, não lhe faça promessas nem ameaças".

Gênesis 40

Sonho do Copeiro
 "Em meu sonho vi diante de mim uma videira,
10 com três ramos. Ela brotou, flo­resceu e deu uvas que amadureciam em cachos.
11 A taça do faraó estava em minha mão. Peguei as uvas, e as espremi na taça do faraó, e a entre­guei em sua mão".
 Interpretação de José na direção de Deus
 Disse-lhe José: "Esta é a interpretação: os três ramos são três dias.
13 Dentro de três dias o faraó vai exaltá-lo e restaurá-lo à sua posi­ção, e você servirá a taça na mão dele, como costu­mava fazer quando era seu copeiro.
14 Quando tudo estiver indo bem com você, lembre-se de mim e seja bondoso comigo; fale de mim ao faraó e tire-me desta prisão.
Sonho do padeiro

"Eu também tive um sonho: sobre a minha cabeça havia três cestas de pão branco.

17 Na cesta de cima havia todo tipo de pães e doces que o faraó aprecia, mas as aves vinham comer da cesta que eu trazia na ca­beça".

Interpretação de José na direção de Deus

E disse José: "Esta é a interpretação: as três cestas são três dias.
19 Den­tro de três dias o faraó vai decapitá-lo e pendurá-lo numa árvore. E as aves comerão a sua carne".

 Cumprimento do sonho do copeiro e do padeiro
20 Três dias depois era o aniversário do faraó, e ele ofereceu um ban­quete a todos os seus conselheiros. Na presença deles reapresen­tou o chefe dos copeiros e o chefe dos padeiros;
21 res­taurou à sua posição o chefe dos copeiros, de modo que ele voltou a ser aquele que servia a taça do faraó,
22 mas ao chefe dos padeiros mandou enforcar, como José lhes dissera em sua interpretação.
23 O chefe dos copeiros, porém, não se lembrou de José; ao contrário, esque­ceu-se dele.

O Sonho de um homem ( Juízes 7 )
13 Gideão chegou bem no momento em que um homem estava contando seu sonho a um amigo. "Tive um sonho", dizia ele. "Um pão de cevada vinha rolando dentro do acampamento midianita e atingiu a tenda com tanta força que ela tombou e se desmontou."

Interpretação do amigo do homem
14 Seu amigo respondeu: "Não pode ser outra coisa senão a espada de Gideão, filho de Joás, o israelita. Deus entregou os midianitas e todo o acampamento nas mãos dele".
15 Quando Gideão ouviu o sonho e a sua interpretação, adorou a Deus. Voltou para o acampamento de Israel e gritou: "Levantem-se! O Senhor entregou o acampamento midianita nas mãos de vocês".

Sonho de Salomão

5 Em Gibeom o Senhor apareceu a Salomão num sonho, à noite, e lhe disse: "Peça-me o que quiser, e eu darei a você".
6 Salomão respondeu: "Tu foste muito bondoso para com o teu servo, o meu pai, Davi, pois ele foi fiel a ti, e foi justo e reto de coração. Tu mantiveste grande bondade para com ele e lhe deste um filho que hoje se assenta no seu trono.
7 "Agora, Senhor, meu Deus, fizeste o teu servo reinar em lugar de meu pai, Davi. Mas eu não passo de um jovem e não sei o que fazer.
8 Teu servo está aqui no meio do povo que escolheste, um povo tão grande que nem se pode contar.
9 Dá, pois, ao teu servo um coração cheio de discernimento para governar o teu povo e capaz de distinguir entre o bem e o mal. Pois quem pode governar este teu grande povo?"
10 O pedido que Salomão fez agradou ao Senhor.
11 Por isso Deus lhe disse: "Já que você pediu isso e não uma vida longa nem riqueza, nem pediu a morte dos seus inimigos, mas discernimento para ministrar a justiça,
12 farei o que você pediu. Eu darei a você um coração sábio e capaz de discernir, de modo que nunca houve nem haverá ninguém como você.
13 Também darei o que você não pediu: riquezas e fama, de forma que não haverá rei igual a você durante toda a sua vida.
14 E, se você andar nos meus caminhos e obedecer aos meus decretos e aos meus mandamentos, como o seu pai, Davi, eu prolongarei a sua vida".
15 Então Salomão acordou e percebeu que tinha sido um sonho.
A seguir voltou a Jerusalém, pôs-se perante a arca da aliança do Senhor, sacrificou holocaustos e apresentou ofertas de comunhão. Depois ofereceu um banquete a toda a sua corte.

33 fala sobre sonho
15 Em sonho ou em visão
durante a noite,
quando o sono profundo
cai sobre os homens
e eles dormem em suas camas,
16 ele pode falar aos ouvidos deles
e aterrorizá-los com advertências,
17 para prevenir o homem
das suas más ações
e livrá-lo do orgulho,
18 para preservar da cova a sua alma,
e a sua vida da espada.
19 Ou o homem pode ser castigado
no leito de dor,
com os seus ossos
em constante agonia,
20 sendo levado a achar a comida repulsiva
e a detestar na alma
sua refeição preferida.
21 Já não se vê sua carne,
e seus ossos, que não se viam,
agora aparecem.
22 Sua alma aproxima-se da cova,
e sua vida, dos mensageiros da morte.
23 "Havendo, porém, um anjo
ao seu lado,
como mediador entre mil,
que diga ao homem o que é certo
a seu respeito,
24 para ser-lhe favorável e dizer:
'Poupa-o de descer à cova;
encontrei resgate para ele',
25 então sua carne se renova
voltando a ser como de criança;
ele se rejuvenesce.
26 Ele ora a Deus e recebe o seu favor;
vê o rosto de Deus
e dá gritos de alegria,
e Deus lhe restitui a condição de justo.
27 Depois ele vem aos homens e diz:
'Pequei e torci o que era certo,
mas ele não me deu o que eu merecia.
28 Ele resgatou a minha alma,
impedindo-a de descer à cova,
e viverei para desfrutar a luz'.
29 "Deus faz dessas coisas ao homem,
duas ou três vezes,
30 para recuperar sua alma da cova,
a fim de que refulja sobre ele
a luz da vida.
31 "Preste atenção, Jó, e escute-me;
fique em silêncio, e falarei.
32 Se você tem algo para dizer,
responda-me;
fale logo, pois quero que você
seja absolvido.
33 Se não tem nada para dizer, ouça-me,
fique em silêncio,
e eu ensinarei
a sabedoria a você".

Daniel 2  O sonho de Nabucodonozor

 "Tive um sonho que me perturba e quero saber o que significa".
4 Então os astrólogos responderam em aramaico ao rei: "Ó rei, vive para sempre! Conta o sonho aos teus servos, e nós o interpre­taremos".
5 O rei respondeu aos astrólogos: "Esta é a minha decisão: se vocês não me disserem qual foi o meu sonho e não o interpretarem, farei que vocês sejam cortados em pedaços e que as suas casas se tornem montes de entulho.
6 Mas, se me revelarem o sonho e o interpretarem, eu darei a vocês presentes, recompensas e grandes honra­rias. Portanto, revelem-me o sonho e a sua inter­pretação".
7 Mas eles tornaram a dizer: "Conte o rei o sonho a seus servos, e nós o interpretaremos".
8 Então o rei respondeu: "Já descobri que vocês estão tentando ganhar tempo, pois sabem da minha decisão.
9 Se não me contarem o sonho, todos vocês receberão a mesma sentença; pois vocês combinaram enganar-me com mentiras, esperando que a situação mudasse. Contem-me o sonho, e saberei que vocês são capazes de interpretá-lo para mim".
10 Os astrólogos responderam ao rei: "Não há homem na terra que possa fazer o que o rei está pedindo! Nenhum rei, por maior e mais poderoso que tenha sido, chegou a pedir uma coisa dessas a nenhum mago, encantador ou astrólogo.
11 O que o rei está pedindo é difícil demais; ninguém pode revelar isso ao rei, senão os deuses, e eles não vivem entre os mortais".
12 Isso deixou o rei tão irritado e furioso que ele ordenou a execução de todos os sábios da Babilônia.
Daniel interpreta o sonho
24 Então Daniel foi falar com Arioque, a quem o rei tinha designado para executar os sábios da Babilônia, e lhe disse: "Não execute os sábios. Leve-me ao rei, e eu interpretarei para ele o sonho que teve".
25 Imediatamente Arioque levou Daniel ao rei e disse: "Encontrei um homem entre os exilados de Judá que pode dizer ao rei o signifi­cado do sonho".
26 O rei perguntou a Daniel, também chama­do Beltessazar: "Você é capaz de contar-me o que vi no meu sonho e interpretá-lo?"
27 Daniel respondeu: "Nenhum sábio, encan­tador, mago ou adivinho é capaz de revelar ao rei o mistério sobre o qual ele perguntou,
28 mas existe um Deus nos céus que revela os mistérios. Ele mostrou ao rei Nabucodonosor o que acon­tecerá nos últimos dias. O sonho e as visões que passaram por tua mente quando estavas deitado foram os seguintes:
29 "Quando estavas deitado, ó rei, tua mente se voltou para as coisas futuras, e aquele que revela os mistérios te mostrou o que vai aconte­cer.
30 Quan­to a mim, esse mistério não me foi revelado porque eu tenha mais sabedoria do que os outros homens, mas para que tu, ó rei, saibas a interpretação e entendas o que passou pela tua mente.
31 "Tu olhaste, ó rei, e diante de ti estava uma grande estátua: uma estátua enorme, im­pressionante, de aparência terrível.
32 A cabeça da estátua era feita de ouro puro; o peito e o braço eram de prata; o ventre e os quadris eram de bronze;
33 as pernas eram de ferro; e os pés eram em parte de ferro e em parte de barro.
34 Enquanto estavas observando, uma pedra soltou-se, sem auxílio de mãos, atingiu a estátua nos pés de ferro e de barro e os esmigalhou.
35 Então o ferro, o barro, o bronze, a prata e o ouro foram despedaçados, viraram pó, como o pó da debulha do trigo na eira durante o verão. O vento os levou sem deixar vestígio. Mas a pedra que atingiu a estátua tornou-se uma montanha e encheu a terra toda.
36 "Foi esse o sonho, e nós o interpretare­mos para o rei.
37 Tu, ó rei, és rei de reis. O Deus dos céus concedeu-te domínio, poder, força e glória;
38 nas tuas mãos ele pôs a humanida­de, os animais selvagens e as aves do céu. Onde quer que vivam, ele fez de ti o governante deles todos. Tu és a cabeça de ouro.
39 "Depois de ti surgirá um outro reino, inferior ao teu. Em seguida surgirá um terceiro reino, reino de bronze, que governará toda a terra.
40 Finalmente, haverá um quarto reino, forte como o ferro, pois o ferro quebra e destrói tudo; e assim como o ferro despedaça tudo, também ele destruirá e quebrará todos os ou­tros.
41 Como viste, os pés e os dedos eram em parte de barro e em parte de ferro. Isso quer dizer que esse será um reino dividido, mas ainda assim terá um pouco da força do ferro, embora tenhas visto ferro misturado com barro.
42 Assim como os dedos eram em parte de ferro e em parte de barro, também esse reino será em parte forte e em parte frágil.
43 E, como viste, o ferro estava misturado com o barro. Isso significa que se farão alianças políticas por meio de casa­mentos, mas a união decorrente dessas alianças não se firmará, assim como o ferro não se mistura com o barro.
44 "Na época desses reis, o Deus dos céus estabelecerá um reino que jamais será destruído e que nunca será dominado por nenhum outro povo. Destruirá todos os reinos daqueles reis e os extermi­nará, mas esse reino durará para sempre.
45 Esse é o significado da visão da pedra que se soltou de uma montanha, sem auxílio de mãos, pedra que esmigalhou o ferro, o bronze, o barro, a prata e o ouro.
"O Deus poderoso mostrou ao rei o que acontecerá no futuro. O sonho é verdadeiro, e a interpretação é fiel".
46 Então o rei Nabucodonosor caiu prostra­do diante de Daniel, prestou-lhe honra e orde­nou que lhe fosse apresentada uma oferta de cereal e incenso.
47 O rei disse a Daniel: "Não há dúvida de que o seu Deus é o Deus dos deuses, o Senhor dos reis e aquele que revela os mistérios, pois você conseguiu revelar esse mistério".
48 Assim o rei pôs Daniel num alto cargo e o cobriu de presentes. Ele o designou governante de toda a província da Babilônia e o encarregou de todos os sábios da província.
49 Além disso, a pedido de Daniel, o rei nomeou Sadraque, Mesaque e Abede-Nego administra­dores da província da Babilônia, enquanto o próprio Daniel permanecia na corte do rei.
Em fim, aqui está a prova que o Deus que falou no passado fala no presente.



Os sonhos podem ser classificados
  1. Sonhos de que Deus usa para fins especiais. Produzindo estes sonhos, Deus age de conformidade com as leis do espírito, e talvez empregue causas secundarias. Têm por fim esses sonhos;
  2. sonhos vãos,(Jó.20.8;sl.73.20)
    interessar a vida espiritual dos indivíduos.(Jz.7.13;jó.33.15;t.27.19)

Referências gerais:
visões durante o sono(jó.33.15.2,28)
frequentemente apenas da imaginação(jó.20.8;is.29.8)
A vontade de Deus frequentemente revelada nos sonhos(Num.12.6;jó.33.15)

Falsos profetas: 
fingem ter sonhos revelados(jr.23.25-28;29.28)
não deve ser levado em consideração(Dt.13.1-3; Jr.27.9)
condenados por seus fingimentos(JR.23.32)
A vaidade de confiar em sonhos naturais(ecl..5.3)

O povo do passado Tinha muita fé nos sonhos

Tinham fé nos sonhos(Jr:15)
ficavam parados com os sonhos(Gn 40.6;Jó7:14)
procurava explicações sobre sonhos(Gn 40:8; Dn:2:3)
Deus o único interprete dos sonhos( Dn:2:2-27;Gn:40:8)
Deus revela sua vontade por intermédio dos sonhos(Gn:28:10-17;Nm:12:6)
Devemos tomar cuidado com os sonhos pois muitos deles é reflexos de nossas aflições e cuidados
(ec.5.3-7)
Então é assim: meus caros leitores Deus fala mas é necessário tomar cuidado por que ´hoje em dia temos mas sonhos dos acontecimentos diários do que de Deus.
só que quando Deus fala no teu interior você sabe que é Deus falando contigo.

2 comentários:

  1. a 2 dias tenho sono com pessoas vivas e motas juntas num deles chego na casa de minha irmã e reúno meus irmãos vivos e meus pais mortos para orar e prego para eles que o fim esta próximo,mo outro estou numa grande situação de perigo e minha mãe e um amigo ja mortos com uma prima me auxiliam a sair do grande perigo e escapar com vida o que significa isso desde já a paz e muito obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Paz e graça
    Este sonho está revelando a você de maneira simbólica o chamado de Deus na sua vida,para ganhar o mortos espirituais para Cristo,neste trabalho muitas lutas encontrarás,mais Deus te guardará de todo mau.

    ResponderExcluir

Favor deixe seus comentarios que respoderei a todos

Sejam bem vindos

É um prazer compartilhar desse trabalho sobre sonhos , que possamos,está aprendendo um com o outro,fique a vontade.
Deus te abençoe

Se precisar de Conselhos e uma Oração
Ligue para 73-91141950 operadora Tim ou para 73-81291926

Pr: Fábio Silva

Se Desejar cooperar com está obra
deposite nesta conta

Ajude a Igreja Chamas Vivas Sobre o Altar,crescer
Contribua com a sua oferta.

Banco Bradesco

Agencia 3066 Conta 171 Digito 6

Igreja chamas Vivas Sobre o Altar.

Que Deus recompense a vida de todos que ajudarem a obra com amor.

visitem o site do busca pé lá você vai encontra tudo o que está procurando

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina

Parceria

O que Você acha do blog de Fábio?

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

interprete de sonho

parceiro

Obrigado pela Visita

vendas

http://www.datahosting.com.br/afiliados/ok.php?id=4553

Obrigado pela visita


Revenda de Hospedagem

Google Mapa






Pesquisar este blog

Postagens populares